quinta-feira, 11 de outubro de 2012

São Paulo – Original Burger: para os mais fortes

Hamburgueria em São Paulo deixou de ser novidade faz tempo. Um sem número de casas adota a temática americana das lanchonetes dos anos 50-70, com alusão à Rota 66, jukebox, balcão com bancos estofados, chão quadriculado e o bom baleiro americano (Gumball) no canto. Outro grupo de casas investe numa gastronomia mais elaborada, a chamada “hamburgueria gourmet”, com uso de ingredientes mais refinados. Em comum, lanches suculentos com carnes e ingredientes de qualidade, milk-shakes para tomar de joelhos, excelente atendimento.

Diferenciar-se num mercado repleto de boas lanchonetes é um desafio permanente não apenas para as novas casas, mas também para as já consolidadas. Neste quesito, a novata Original Burger, com restaurantes nos bairros do Brooklin, Alto de Pinheiros e a recém inaugurada casa na Vila Olímpia (SP), faz um ótimo trabalho ao reunir num amplo cardápio porções e lanches com toque gourmet, repletos de sabor e com ótimos preços. Destaque para o tamanho das porções: não são apenas bem servidas, são provavelmente as maiores entre as hamburguerias paulistanas.


Animal Burger (esq) e Beirute Chicago (dir): dois grandes acertos da casa

IMPORTANTE: não confundir com a simpática lanchonete Original Burger, localizada na Rua Verbo Divino, no coração da Chácara Santo Antônio.

O grande acerto da casa é não investir todas as fichas no já vencido combo hambúrguer + fritas + milk- shake + sorvete, oferecendo itens no cardápio que não são normalmente encontrados em outras hamburguerias,  como queijo brie, shimeji, shiitake, costelinha, hambúrguer de salmão, sem falar dos 10 molhos e 19 acompanhamentos que podem acompanhar os lanches.

As opiniões abaixo registram minhas opiniões a respeito da casa do Brooklin (SP).

A alusão às lanchonetes com temática americana pode ser notada nas paredes pintadas com as cidades da Rota 66, quadros de motociclistas e um bonito baleiro americano (Gumball) na entrada. E para por aí. A velha jukebox deu lugar às TVs de LED com programação musical, o balcão com bancos estofados foi aposentado e deu lugar a mais mesas. O salão é pequeno (60 lugares), mas aconchegante (pessoalmente, o ar condicionado poderia ser menos congelante). Em cada mesa, um kit de pimentas Tabasco, mostardas French’s e Heinz, além de ketchup Heinz. Isso mostra que a casa respeita a comida que serve.

O atendimento é rápido e cortês, e a comida chega bem rapidinho. Um ponto a melhorar? Os(as) atendentes não oferecem a Nota Fiscal Paulista na hora de pagar a conta, algo comum na maioria dos restaurantes da cidade.


Unidade Brooklin



O cardápio de entradas tem personalidade. Há boas opções para acompanhar os lanches e compartilhar com os amigos, mas também agrada quem busca um lugar para happy hour com boa comida (falando em happy-hour, não sei se a carta de cervejas da casa é boa, mas considerando que o restaurante fica a poucos passos de uma loja Mr. Beer, eu consideraria seriamente comprar as cervejas no vizinho e levá-las para acompanhar os petiscos do restaurante).

Entre as opções não tradicionais, destaco três acertos certeiros: “Cheese Sticks” (pedaços de mussarela empanados, servidos com molho marinara; R$ 20,90), “Buffalo Wings” (coxinhas de frango empanadas com hot sauce e servidas com molho blue cheese; R$ 23,90) e “Original Mini Burgers” (4 unidades em miniatura do lanche "The Original Burger", o carro-chefe da casa; R$ 22,90), todos muito bons.

O cardápio de fritas tem 5 opções: “Original French Fries” (tradicional; R$ 14,90 ou R$ 10,90 pela 1/2 porção), “Special French Fries” (com cheddar + bacon; R$ 19,90 ou R$ 15,90 pela 1/2 porção), “Garlic French Fries” (alho frito; R$ 19,90 ou R$ 15,90 pela 1/2 porção), batatas smiles e “Waffle Fries” (cortadas na forma de waffle, R$ 17,90). As três primeiras são muito bem servidas, sequinhas, saborosas e boas companheiras dos lanches da casa. Achei a “Waffle Fries” um pouco sem graça – o corte da batata é grosso, e fiquei com a impressão que faltava alguma coisa, talvez uma cobertura, ser temperada com sal grosso, um alho frito. Não provei a smiles (R$ 14,90), tampouco o “The Onion Rings” (R$ 15,90 ou R$ 10,90 pela 1/2 porção), portanto não posso opinar.


"Waffle Fries" (esq) e 1/2 porção de "Original French Fries" (dir)

O cardápio de sanduíches agrada todos os gostos: tem hamburguer (versões de fraldinha, picanha, calabresa, frango, roast beef), filet mignon, fraldinha, peito de frango, roast beef, atum, carpaccio (sim, lanche de carpaccio!), peito de peru, costelinha desossada, calabresa, hot dog. Tem até lanche de carne louca!

Destaco cinco itens imperdíveis:

1) “Califórnia” (hambúrguer de fraldinha (160g), queijo brie, cogumelos shitake e shimeji, molho sweet black, no pão ciabata; R$ 27,90): Uma explosão de sabores – a carne bem temperada, o defumado do queijo, o mix de cogumelos, o molho que lembra BBQ, mas com sabor mais adocicado. Um baita lanche;


Califórnia

2) “Flagstaff” (costelinha desossada e caramelizada com molho barbecue, coberta com queijo emmenthal, no pão ciabata; R$ 25,90): Os amantes de costela de porco se surpreenderão com este lanche, bem recheado e generosamente servido de molho. O queijo não deixa o sabor ficar enjoativo. O pãozinho, crocante, faz muita diferença;

3) “Animal Burger” (hambúrguer de fraldinha (300g), com acompanhamentos escolhidos pelo cliente): O negócio é uma ignorância – o lanche é gigante, com carne 100% bovina e repleta de sabor. Para acompanhar, o tradicional combo salada + maionese + queijo forma um X-Salada de respeito (R$ 32,30). Em matéria de hambúrguer de 300g, a carne deles é bem mais saborosa que a da Hamburgueria Nacional, outra casa que também vende lanches gigantes (chamado do “Monster”).


Animal Burger



4) “Crazy Meat” (carne louca no pão ciabata; R$ 19,50). Se você tem mais de 30 anos, provavelmente sua avó fez para você muito sanduíche de carne louca no pão francês. Na realidade, acho que este é o único problema do lanche – o tempero da carne é sensacional (melhor que o lanche do Milk & Mellow), mas está no pão errado!

5) “Calabresa” (linguiça calabresa grelhada, queijo, vinagrete e maionese da casa, no pão ciabata; R$ 19,90): O ponto chave está na carne, de ótima qualidade e levemente apimentada. Assim como o lanche de carne louca, acho que o negócio ficaria melhor se fosse no pão francês.

Em tempo: não coloquei o “The Original Burger” (hambúrguer de picanha (150 gramas), queijo, alface, cebolas picadas, molho especial; R$ 21,90) e o “Missouri” (filet mignon, queijo emmenthal, maionese da casa e bacon, no pão ciabata; R$ 26,90) no meu TOP 5, embora sejam bons lanches, por acreditar que há versões mais saborosas na concorrência – no caso, os famosos “Pic Burger” e “Tradicional Fifties”, vendidos pelo The Fifties.

Eu disse que listaria CINCO lanches, mas não posso deixar de mencionar o “The First Salmon” (hambúrguer de salmão condimentado, molho pesto e coberto com queijo emmenthal ou mussarela de búfala; R$ 24,90). Não sei como fica com mussarela de búfala, mas o toque levemente picante da carne fica sensacional com o emmenthal por cima. Prove e depois me diga o que achou.

Como na maioria das hamburguerias, a maioria dos lanches pode ser montada à gosto do cliente – dá para escolher o ponto da carne e os acompanhamentos /molhos. Nenhuma novidade. O diferencial está na lista de opções – são 10 molhos e 19 acompanhamentos (sendo 8 tipos de queijos), pagos à parte (molhos entre R$ 3,20 e R$ 3,50; acompanhamentos entre R$ 1,90 e R$ 4,50).

O molho “carro-chefe” da casa é o “Original Maionese”, que lembra a maionese verde do The Fifties mas tem um toque a mais de alho. Na minha opinião, é o melhor molho para acompanhar hambúrguer de SP (o antigo número 1 da minha lista era o londrino GBK, que ainda tem o título de melhor carne que já comi na vida). Fica ótimo no lanche, para acompanhar as fritas, para comer sozinho com pão.



Os beirutes são uma ótima alternativa para fugir dos burgers. Servidos em 2 tamanhos – o “mini” é muito bem servido para 1 pessoa, enquanto o “normal” mata a fome de 2 pessoas com tranquilidade. Destaque para o “Chicago” (filet mignon, alface, tomate, queijo, ovo, bacon, champignon e maionese da casa; R$ 21,90 e R$ 32,90), com carne perfeita e repleto de acompanhamentos. O beirute “Tradicional” (roast beef, alface, queijo, tomate, orégano e maionese da casa; R$ 18,90 e R$ 29,90) recebe generosa quantidade de lagarto fatiado, mesmo na versão “mini”; o único porém é que achei a carne um pouco salgada.


Beirute "Chicago", versão "normal"


Beirute "Tradicional", versão "mini"

Os pratos grelhados são bem procurados na hora do almoço, principalmente pelo pessoal que trabalha na região. Picanha, fraldinha, filet mignon, calabresa, peito de frango e salmão podem ser acompanhados de arroz, batata frita, purê de batata,  salada, legumes ao vapor e outras 7 opções. Na hora do almoço, oferece menu executivo com grelhado + 2 acompanhamentos por R$ 19,90. Também tem risotos, costela de porco, filé à parmegiana e strogonoff.

Os vegetarianos não foram esquecidos: o “Vegetal Burger” (com acompanhamentos escolhidos pelo cliente) é o único na lista de burgers; no cardápio, há omeletes, massas (spaghetti e ravioli) e saladas.

Para beber, além de refrigerantes e cervejas, sucos naturais (R$ 6,90) – peça o de tangerina, espremido na hora e beeem docinho. Se quiser algo com mais sustância, peça um dos 4 milk shakes ou 2 smoothies no cardápio, servidos em copos de 500ml (shakes entre R$ 18,90 e R$ 19,90; smoothies R$ 17,90) e 300ml (shakes entre R$ 14,90 e R$ 13,90; smoothies R$ 12,90). Os shakes são bons e densos, mas particularmente acho que há opções mais saborosas  em lanchonetes concorrentes (como o The Fifties). Os smoothies poderiam ser um pouco mais refrescantes – na minha opinião, a calda colocada no copo é dispensável. Sem ela, a bebida fica ótima!


Suco de tangerina, versão "balde" (500ml)


"American Smoothie" (sorbet de limão batido com morango e framboesa)

Reconheço que nunca consegui provar as sobremesas da casa – depois de comer tanto, mesmo abrindo a calça, simplesmente não tinha espaço. Se alguém provar, agradeço se puder registrar sua opinião no blog!

Avenida Padre Antonio José dos Santos, 798 – Brooklin
Telefone: (11) 5096-1956
Horário de funcionamento: Segunda à quarta das 11h30 à 1 da manhã, quinta a sábado das 11h30 até o ultimo cliente, domingo das 11h30 à 1 da manhã
Estacionamento: R$ 10,00

Avenida Diógenes Ribeiro de Lima, 2282, Loja 10 – Alto de Pinheiros
Telefone: (11) 3021-5207
Horário de funcionamento: Segunda à quarta das 11h30 à 1 da manhã, quinta a sábado das 11h30 até o ultimo cliente, domingo das 11h30 à 1 da manhã
Estacionamento próprio gratuito

Avenida Doutor Cardoso de Melo, 1088 – Vila Olímpia
Telefone: (11) 3044-6511
Horário de funcionamento: Segunda à quarta das 11h30 à 1 da manhã, quinta a sábado das 11h30 até o ultimo cliente, domingo das 11h30 à 1 da manhã

Internet: http://www.originalburger.com.br/

2 comentários:

Diego Mastroianni disse...

Que lanche muito grande!! :)
Deu fome.
Parabéns pelo blog, como sempre muito completo! Abraços.

Daniel Neves disse...

Foi inaugurada nesta semana a terceira unidade do Original Burger, na Vila Olímpia. O endereço já está atualizado no post.

No dia da visita, casa lotada. Achei o ambiente barulhento demais, a cozinha (que fica no piso superior) ainda precisa de tempo para atingir o mesmo padrão de qualidade das outras casas.

Um ponto que merece uma ação URGENTE é a fila para pagamento. No dia da visita, o sistema do caixa estava fora do ar, o que obrigou cada cliente a dizer item a item do que foi consumido. A moça do caixa, coitada, tinha que consultar o cardápio e somar tudo à mão. Para piorar, as máquinas estavam com problemas para passar Ticket Eletrônico. Conclusão: levei mais tempo na fila para pagar no que na mesa, comendo.

Postar um comentário

Pesquisar no Blog

Guias de Viagem


Álbuns de Fotos

Instagram


Anuncie no Viajante Comilão




Você gostou do blog? As dicas de viagens e reviews de restaurantes foram úteis para ajudá-lo(a) a planejar sua viagem?

O Viajante Comilão é um serviço 100% gratuito. Se você gostou do nosso serviço, ajude o blog a continuar seu trabalho: o link abaixo direciona para o site do PayPal, um serviço 100% seguro para que você possa fazer uma doação para o blog, usando seu cartão de crédito.

Contamos com sua contribuição. Obrigado!


Payments By PayPal